Logotipo da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro Logotipo do Facebook Logotipo do Twitter Logotipo do Instagram Logotipo do YouTube

PCERJ em Ação

Agentes da Deam-Caxias interditam parcialmente clínica de estética que não possui alvará de funcionamento

Fotos: Divulgação

ASCOM - Assessoria de Comunicação
20/09/2018 19h29 - Atualizado em 20/09/2018 19h29

Agentes da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, requisitou, na quinta-feira (20/09), a fiscalização da Vigilância Sanitária na Clínica de Emagrecimento e Cirurgia Plástica Dr. Birman, resultando na interdição parcial do estabelecimento.

De acordo com os policiais, essa ação ocorreu após denúncia de uma de lesão grave e exercício ilegal da Medicina, após a realização de procedimento estético para redução das nádegas e lifting (para deixá-las empinada), com injeção de Metacril, bem como para lipoaspiração na barriga, com retirada de pele. Com isso, se evita, assim, a ocorrência de novas vítimas.

No local foram constatadas pelo órgão de fiscalização várias irregularidades, em especial inúmeros instrumentos cirúrgicos, que estavam sem esterilização ou esterilizados em desconformidade com as determinações legais. Muitos deles estavam sem data da esterilização, tampouco de validade. E foi verificado que a clínica não possuía alvará de funcionamento, bem como nenhuma documentação legal, em que pese estar em atividade por mais de 20 anos.

Os materiais foram apreendidos, para realização de perícia. Segundo as investigações, há notícias de duas pacientes em estado grave, operadas em São Paulo, com perfuração da artéria da perna e outra com Sepse, que servirão de testemunha no presente procedimento.