Logotipo da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro Logotipo do Facebook Logotipo do Twitter Logotipo do Instagram Logotipo do YouTube

PCERJ em Ação

Presa dupla de milicianos que se passava por agentes de delegacias especializadas para extorquir comerciantes

Fotos: Divulgação

ASCOM - Assessoria de Comunicação
06/12/2018 12h12 - Atualizado em 06/12/2018 12h12

Policiais da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) prenderam, na manhã desta quinta-feira, em Realengo, o ex-policial militar Carlos Augusto Toledo De Ambrois. Segundo as informações, ele e o miliciano Davi Liberato De Araújo, preso pela especializada, nesta segunda-feira (03/12), na Praia de Mauá, em Magé, se passavam por agentes da DCOD e de outras delegacias e, de posse de camisa, carteira, distintivo e mandados de busca e apreensão falsos, extorquiam comerciantes.

Todos esses objetos utilizados nas extorsões foram encontrados em poder de Davi, além de um Renault Sandeiro roubado na circunscrição da 54ª DP (Belford Roxo), utilizado como viatura descaracterizada para a prática dos crimes.

Carlos Augusto foi expulso da Polícia Militar por praticar roubos de cargas e Davi havia sido preso, em 2008, por torturar um jornalista do Jornal O Dia no interior da Favela do Batan, em Realengo, da qual era o segundo na hierarquia da milícia.

Contra Carlos Augusto e Davi Liberato pendiam mandados de prisão em virtude de inquérito policial da DCOD e, também, da Vara de Execuções Penais, que revogou o benefício da liberdade condicional de ambos.