Logotipo da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro Logotipo do Facebook Logotipo do Twitter Logotipo do Instagram Logotipo do YouTube

PCERJ em Ação

Sepol realiza operação contra lavagem de dinheiro no Rio e em Três Rios e entre os alvos está o ex-prefeito da cidade Vinícius Farah

Fotos: Divulgação

ASCOM - Assessoria de Comunicação
30/01/2019 15h10 - Atualizado em 30/01/2019 16h09

A Secretaria de Estado de Polícia Civil do Rio (Sepol), através do Núcleo de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro, realizou, na manhã desta quarta-feira (30/01), a “Operação Barão de Entre-Rios”, para cumprir 18 mandados de busca e apreensão e 10 mandados bloqueio de contas bancárias. Foram apreendidas três armas e R$ 34.000,00 em espécie, além de documentos, laptops e celulares. Foi preso Leonardo Miguel Rezende, acusado de posse irregular de arma.

Os referidos mandados estão sendo cumpridos nos municípios do Rio e Três Rios contra o ex-prefeito de Três Rios e deputado eleito, Vinicius Farah, a mulher dele, Sonia Farah e a filha Eunice Farah, além de Leonardo Jacob, Celso Jacob Filho, Fernanda Curdi e Leonardo Rezende.

De acordo com as investigações, Vinicius Farah é proprietário de diversas empresas, inclusive de “Fast Food”. Ele também possui empresas que seriam comandadas por “laranjas”, que não estariam em seu nome, mas sim de familiares e de seu procurador.
Ainda segundo a investigação, Celso Jacob Filho, secretário de Esporte e Lazer de Três Rios, é sócio da boate Zoox Club junto com Leonardo Jacob. O estabelecimento, que tem alto custo e baixo rendimento, estaria também sendo utilizado para lavagem de dinheiro.

A apuração levantou ainda que Fernanda Pereira Curdi foi chefe do setor de Licitação da Prefeitura de Três Rios de 2004 a 2016 e, posteriormente, chefe do setor de compras do Detran-RJ, chegando a assumir a Presidência. Ela é apontada como encarregada de manipular o processo licitatório para que as empresas comprometidas com o esquema vencessem.