Logotipo da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro Logotipo do Facebook Logotipo do Twitter Logotipo do Instagram Logotipo do YouTube

PCERJ em Ação

DRACO prende cinco milicianos na Gardênia Azul

Fotos: Divulgação

ASCOM - Assessoria de Comunicação
08/10/2019 08h51 - Atualizado em 08/10/2019 8h51

A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO), com o apoio da Subsecretaria de Inteligência (SSINTE) e da 2ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (2ª DPJM), prendeu na noite dessa segunda-feira (07/10), cinco homens, dois deles policiais militares, acusados de pertencer a uma milícia atuante na região do Anil, em Gardênia Azul, Jacarepaguá.

O grupo, segundo informações da especializada, estava em uma reunião na região do Araticum, no Anil. Após o cerco, foram presos os policiais militares Jorge Rogério Rogaciano da Silva e José Nilson Rogaciano Pereira, conhecido como Nílson Paraíba e já aposentado, além de Luciano Silva dos Santos, Gilberto Gomes dos Anjos e Leonardo Pereira de Oliveira, conhecido como Léo Milícia. Com eles apreendidas três pistolas, um revólver e uma espingarda calibre 12. Eles responderão a crimes por porte de arma de fogo e milícia.

Ainda de acordo com a DRACO, Léo Milícia estava foragido e tinha um mandado de prisão por homicídio. Nilson Paraíba, por sua vez, foi acusado em 2009 de integrar a chefia da milícia da Gardênia Azul. Seu nome consta da relação de 218 indiciados por envolvimento com milícias presente no relatório final da CPI das Milícias da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj).