Logotipo da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro Logotipo do Facebook Logotipo do Twitter Logotipo do Instagram Logotipo do YouTube

Institucional

Delegacia de Itaipava recebe agradecimentos do governador por investigação que levou à prisão de homem que causou incêndio em Petrópolis

Fotos: Rogério Santana

ASCOM - Assessoria de Comunicação
30/07/2020 19h15 - Atualizado em 30/07/2020 19h15

Policiais da 106ª DP (Itaipava) receberam, nesta quinta-feira, o agradecimento do governador Wilson Witzel pela prisão do homem que causou o incêndio, em Araras, Petrópolis, na última segunda-feira (27/07). Os agentes conseguiram, em menos de 24 horas, coletar provas de que o criminoso, que foi à unidade registrar um falso roubo de carro, teria incendiado o próprio veículo, causando a queimada. Os bombeiros que participaram da ocorrência, combatendo por três dias o fogo, também receberam os agradecimentos do governador.

"Quero agradecer à Secretaria de Polícia Civil pelo trabalho de investigação, que foi rápido e permitiu que se descobrisse a causa da queimada. Além disso, durante três dias, os militares combateram as chamas e, na última quarta-feira (29/07), o Corpo de Bombeiros extinguiu o incêndio florestal em Araras, em Petrópolis. Parecem ações simples e, por isso, fiz questão de homenagear, tantos os policiais, quanto os bombeiros, pelas atuações altamente profissionais", disse Witzel.

Ao todo, duas Áreas de Proteção Ambiental (APAs) na região foram atingidas pelo incêndio - a Reserva Biológica Estadual de Araras (Rebio Araras), administrada pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), e o Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Parnaso), em Petrópolis. As chamas consumiram 673 hectares de floresta, o equivalente a 673 campos de futebol.

Ao desconfiarem da versão apresentada pelo homem na delegacia, os agentes iniciaram as diligências, coletando imagens de diversos postos de combustíveis na região e em municípios próximos. O delegado titular da unidade, João Valentim, reforçou a rápida atuação no episódio. "Felizmente, a Polícia Civil pode dar a resposta à altura e rapidamente, como a sociedade espera de nós. Graças ao Corpo de Bombeiros, que se empenhou ao máximo, dias a fio, trabalhando incessantemente, conseguimos por fim à queimada", afirmou.

O secretário de Polícia Civil, delegado Flávio Brito, agradeceu à equipe que realizou a prisão, ressaltando o detalhado trabalho de investigação em tão pouco tempo. "Quero agradecer ao nosso governador Wilson Witzel porque, não fosse a autonomia que ele confere à Secretaria de Polícia Civil, essa investigação não seria possível. Gostaria de agradecer efusivamente ao delegado Valentim e aos inspetores Bruno Cesar, Sergio Ricardo e Jaime, que conduziram as investigações. Mesmo com a 106ª DP sendo uma pequena delegacia do interior, eles conseguiram verificar mais de 20 postos de gasolina e chegar a um, em outro município, em que a pessoa que cometeu o crime comprou o combustível. Eu fiquei bastante impressionado e dou meus parabéns aos senhores", finalizou o secretário.