Logotipo da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro Logotipo do Governo do Estado do Rio de Janeiro Logotipo do Facebook Logotipo do Twitter Logotipo do Instagram Logotipo do YouTube Logotipo do WhatsApp Logotipo do Telegram

PCERJ em Ação

Polícia Civil elucida desaparecimento e morte de tatuador

Fotos: Carlaile Rodrigues

ASCOM - Assessoria de Comunicação
02/12/2022 12h26 - Atualizado em 02/12/2022 12h41

A Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA) esclareceu a investigação referente ao desaparecimento de Douglas Braga. O autor foi identificado e um mandado de prisão decretado pelo plantão judiciário. O crime foi motivado por conta de uma relação extraconjugal do jovem com a companheira do acusado. 

O desaparecimento foi registrado no dia 10 de novembro deste ano. Após descobrir o relacionamento amoroso, o autor se passou pela companheira e armou uma emboscada contra Douglas. Ao encontrar o tatuador, que dirigia um carro, o acusado entrou no veículo, os dois discutiram e a vítima foi morta a tiros. O automóvel e o corpo de Douglas foram queimados e abandonados em uma área de mata em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.