Logotipo da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro Logotipo do Facebook Logotipo do Twitter Logotipo do Instagram Logotipo do YouTube

PCERJ em Ação

Polícia Civil prende um dos envolvidos na morte de candidata a vereadora de Magé

Fotos: Divulgação

ASCOM - Assessoria de Comunicação
06/10/2020 18h11 - Atualizado em 06/10/2020 18h11

Policiais civis da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) capturaram, na manhã desta terça-feira (06/10), um homem, de 19 anos, acusado de ter matado a candidata a vereadora do município de Magé, Sandra Silva, conhecida como "Tia Sandra". Contra ele foi cumprido mandado de prisão expedido pela Justiça pelos crimes de homicídio e ocultação de cadáver.  Na casa do acusado também foram encontradas 314 gramas de maconha, divididos em 122 embalagens prontas para a venda, motivo pelo qual foi preso em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas.

As investigações revelaram que o crime foi motivado por desavenças da vítima com os traficantes locais, que suspeitavam que ela fornecia informações a policiais, além do fato de que a candidata dizia que denunciaria o tráfico de drogas na localidade caso fosse eleita.

Segundo as informações, Sandra foi morta a tiros, na madrugada do dia 30 de agosto deste ano. O corpo foi levado até a margem do rio Roncador, colocado em uma canoa, onde os autores remaram até determinada distância. Ainda de acordo com as investigações, os criminosos enrolaram a vítima em arame farpado, colocaram pedras para que o corpo não boiasse e o arremessaram na água. Três traficantes da região participaram do crime, sendo que um deles conseguiu fugir, enquanto o outro foi capturado.

Em depoimento, o preso confessou a participação no homicídio e narrou com detalhes a ação criminosa e motivação.