Logotipo da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro Logotipo do Facebook Logotipo do Twitter Logotipo do Instagram Logotipo do YouTube

PCERJ em Ação

Agentes da DPMA apreendem farto material para fabricação de balões em São Gonçalo

Fotos: Divulgação

ASCOM - Assessoria de Comunicação
04/07/2018 12h54 - Atualizado em 04/07/2018 12h56

Policiais da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) estiveram terça-feira (03/07), no município de São Gonçalo, na Região Metropolitana, para apurar denúncias de fabricação e venda de balões. No bairro Trindade, foi encontrado um estabelecimento que comercializava pipas. No local foram apreendidos diversos materiais utilizados na fabricação de balões.

A proprietária do imóvel, Daisy Mary da Silva Cardoso, de 52 anos, foi autuada pelo crime de fabricação de balão. Os agentes da DPMA apreenderam no local, pedras grandes de parafina; sacos de parafina moída; fogos de artifício; cerca de 600 lanterninhas de balão e diversos outros tipos de fogos e velas.

A prática de soltar balões traz diversos perigos de incêndio e constitui crime ambiental, previsto pela lei federal 9.605/98, a qual define pena de um a três anos de detenção e multa.

Além de perigos para a população, soltar balões pode causar incêndios em matas e florestas, provocando a destruição do habitat dos animais e contribuindo para o desaparecimento de espécies ameaçadas de extinção, além de representar um alto risco à aviação já que os balões podem entrar na rota das aeronaves causando ricos de acidentes aeronáuticos.