Logotipo da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro Logotipo do Facebook Logotipo do Twitter Logotipo do Instagram Logotipo do YouTube

PCERJ em Ação

Capturada mulher acusada de mandar matar rapaz em Queimados

Fotos: Maurício Tambasco

ASCOM - Assessoria de Comunicação
08/02/2019 15h33 - Atualizado em 08/02/2019 16h00

Policiais da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) prenderam, nesta sexta-feira (08/02), Lúcia Inês de Oliveira Rodrigues, 44 anos, em cumprimento a mandado de prisão, com base em inquérito instaurado pela especializada, pelos crimes de homicídio, associação ao tráfico e corrupção de menores. Ela é acusada de ter participado diretamente da morte de Antonni Wladimir Aguiar dos Santos, 25 anos, ocorrido no dia 14 de novembro de 2017, em Queimados, na Baixada Fluminense.

As investigações revelaram que Lúcia Inês planejou a morte de Antonni por acreditar que ele teria matado o filho dela, fato ocorrido durante um roubo em que o filho de Lúcia teria participado, em meados de 2017, em Queimados.

O responsável pelo tráfico do Morro do Coco, em Queimados, Marco Aurélio Souza da Silva, conhecido como Aranha, que também foi preso hoje por policiais da DHBF, com base na teoria do domínio final do fato, por se encontrar na posição hierárquica de "dono do morro". O criminoso foi indiciado e responsabilizado pelo crime ter ocorrido na sua área de atuação, morro do Coco, naquele município. O mandado contra o traficante foi cumprido no presidio, onde se se encontra preso por tráfico de drogas no Morro do Coco.

Em 2017, os agentes da DHBF, já haviam prendido os executores de Antonni Vladimir, identificados como Luciaria Santos Santana, a SI, Adriano Alves Fulgêncio, o Gordinho, Cláudio Márcio Baptista , conhecido como Coroa, e um adolescente infrator.